Buscar
  • Ricardo Zanon

O retorno de Lair Bernardoni em imagens e prosa poética


Lair Leoni Bernardoni está de volta às livrarias após um hiato de 12 anos. O novo livro, “Rotas Lairianas”, é composto de imagens e prosa poética da fotógrafa internacional e escritora catarinense. Como indica o título, a obra reúne dois traços marcantes da artista: suas viagens em torno do mundo e o seu lirismo que é passaporte da sua trajetória na vida e na arte. O livro será apresentado ao público na próxima quinta-feira, dia 28 de fevereiro, no Balneário Shopping, em Balneário Camboriú. Um refinado acabamento coroa a parceria com a Editora Letradágua, que fez sua estreia literária com “Girassol-Giralua” (2000). Foram publicados depois, “Pinceladas de Luz” (Baumgarten, 2006) e “Azas Azuis” (Letradágua, 2007), obras de grande repercussão junto a especialistas e de emocionante acolhimento por parte do público. Sua obra fotográfica ganhou o mundo na década de 1980, quando ingressou no elenco do The Image Bank, sendo comercializada em países do Ocidente e Oriente, nas 76 sucursais que dispunha o Banco de Imagens mais famoso do mundo. No Brasil e no exterior, suas imagens espelharam capas de livros, perfumes, discos e peças publicitárias de grandes empresas. Única fotógrafa-mulher da América Latina nesse elenco criativo titulado com o The Best in The World. Sua criação integra também acervos museográficos, como o Musée Français de la Photographie, parte integrante do Museu do Lo uvre, na França. Lair realizou inúmeras exposições individuais no Brasil, inclusive no MASP (Museu de Arte de São Paulo), e nas principais capitais do mundo, dentre elas: Roma, Itália – 1986; Paris, França – 1987; New York; EUA – 1990, Viena, Austria – 1991; Washington, EUA – 1993; Atenas, Grécia – 1996. Em Abril de 2013 realizou sua última grande exposição, no Museu de Arte de Santa Catarina, em Florianópolis, comemorativa aos 30 anos de atividade na fotografia. Em sua apresentação, o editor Joel Gehlen define que o novo livro é um cardiopassaporte, que nos faz valsar entre terras e trilhos que não se deixam medir nas distâncias, mas pelas milhagens da indecifrável emoção. Em todas as idas e vindas, buscamos realizar a viagem essencial, aquela em que levamos o corpo ao lugar onde esteja o coração. A obra da Lair Barnardoni encantou alguns dos olhares mais sensíveis, dentre eles os que seguem: Lair Bernardoni, quando escreve não expressa relevos, ranhuras, asperidades. Expressa a luz e seus desejos. (Lindolf Bell, poeta) Agradeço a Lair por ter permitido que, mesmo singelamente, participasse desta obra que é pura exaltação da simplicidade, da inteligência, da sensibilidade, da beleza. (Pasquale Cipro Neto, Mestre em Português) O seu livro é tão emocionante, recupera de tal forma o significado da beleza, que dá vontade de sair gritando pelas ruas, enlouquecido de lucidez: Viva a Beleza! Viva a Beleza! Depois que lhe escrevi, percorri mais três vezes o seu livro, uma delas demoradamente, lendo e vendo tudo o que o meu olho (não) alcança. Estou estupefato! A seus pés. Ou a seus olhos. (Artur da Távola, Escritor). O que quero, nesse comovido momento que escrevo aqui, no silêncio da minha floresta, contemplando as imagens inventadas por essa admirável artista brasileira, é simplesmente dizer que a mágica, a sensual beleza de sua arte me faz recitar em voz alta o perfeito verso de Keats: a thing of a beauty is a joy forever. A beleza da arte de Lair é uma alegria que nunca se acaba.( Thiago de Melo, poeta)

O que: Lançamento do livro “Rotas Lairianas”. Onde: Espaço Compartilhe Livros (em frente à Adidas) no Shopping Balneário, Balneário Camboriú. Quando: dia 28 de fevereiro, quinta-feira, a partir das 20 horas. Mais informações: 47 98897-5551 c/ Joel Gehlen lair@lairbernardoni.com.br letradagua@gmail.com

14 visualizações